© Todos os Direitos Reservados. Não é permitido compartilhar o conteúdo deste Blog em outros sites. Este Blog está protegido contra cópias de seu conteúdo inteiro ou em partes. Grata pela compreensão.

Capítulo 4 – Praśna Tantra

Traduzido por Karen de Witt
© Todos os direitos reservados.
O livro está disponível para leitura on-line, mas não pode ser comercializado.
Somente os Ślokas foram traduzidos, preservando-se o trabalho didático do autor com suas análises e consequentes observações.
VOLTAR AO ÍNDICE


______________________________________




Capítulo 4 – Questões Misturadas




Ganho de Dinheiro


4:1 – O querente está certo de ganhar se os Senhores do Lagna e da 8ª casa estiverem no mesmo Drekkāṇa.
4:2 – Desta forma, por considerar os Drekkāṇas (veja D-3), o astrólogo infere os resultados com relação a todas as casas, até mesmo por não levar em consideração outras combinações.
4:3 – Os Bhāvas governados por planetas tendo um maior compartilhamento de Vargas benéficos em Praśna Lagna mostrarão auspiciosos resultados.

(*) Use o Ṣoḍaśavarga para os planetas (16 Vargas).

4:4 – Os planetas doadores de benefícios são os Senhores do Lagna e da 11ª. Deve-se notar que uma combinação dos Senhores do Lagna e da 11ª sempre é benéfica e confere bons resultados.
4:5 – A benéfica capacidade dos Senhores do Lagna e da 11ª se tornam intensificada se eles tiverem o aspecto da Lua. É claro que na ausência do aspecto da Lua, o potencial de qualquer Yoga é reduzido.
4:6 – Haverá imenso ganho se a 9ª estiver aspectada ou conjunta com o Senhor da 10ª; ou se o Senhor da 11ª está junto pelo Senhor da 10ª, da 12ª ou da 8ª.
4:7 – Se a 8ª e 12ª casas estiverem aspectados por benéficos, haverá aumento de justiça e de boas ações. Outros Bhāvas devem também ser estudados semelhantemente.
4:8 – Quando o Senhor do Lagna estiver na 6ª o próprio Ātma do querente será seu inimigo. Quando o Senhor do Lagna está na 8ª, morte é assegurada. Quando o Senhor do Lagna está na 12ª, o querente sempre tem perdas.
4:9 – Quando Mercúrio, ocupando o Lagna, estiver aspectado pela Lua ou por outros maléficos, haverá ganho inicial de dinheiro. Mas o querente também terá problemas.

Julgamento geral das Casas

4:10 – A Lua é sempre considerada como a semente, o Lagna como a flor, o Lagnāṃśa (Lagna do Navāṃśa) como o fruto e a casa como o paladar.
4:11-12 – Se o Senhor do Lagna aspecta o Lagna e o significador aspecta a casa se o Senhor do Lagna aspecta a casa e o significador aspecta o Lagna; ou se o Senhor do Lagna aspecta o significador e o significador aspecta o Senhor do Lagna. Em todos estes casos o objetivo será completamente preenchido se também existir aspecto da Lua.

(*) Por exemplo, em Praśnas sobre casamento o significador (Kāryeśa) é o governante da casa 7 e a casa significadora é a própria casa 7. Em Praśnas sobre filhos, Kāryeśa é o governante da casa 5 e a casa é a casa 5. Sobre profissão, a casa 10, e assim sucessivamente para cada espécie de Praśna.

4:13-14 – Se o Lagna não estiver aspectado por um benéfico, o efeito do benefício é de ¼ (um quarto). Quando um benéfico aspecta o Senhor do Lagna, o efeito do benefício é de ½ (metade). Quando um benéfico aspecta o Lagna, o bom efeito é de ¾ (três quartos), o qual significa que o objetivo será preenchido.

Sobre o Fator Tempo

4:15-19 – Reduza a longitude do Lagna (iniciando de Áries) em minutos. Isto é chamado Kala Piṇḍa. Multiplique isto pela sombra equinocial do momento da pergunta. Divida este produto por 7. Rejeite o quociente. O restante representa os planetas, na ordem de Sol – 1; Lua – 2; Marte – 3; Mercúrio – 4. Júpiter – 5; Vênus – 6; e Saturno – 7; o qual deve ser tomado. Multiplique novamente o Kala Piṇḍa pelo fator planetário concernente; (Sol – 5; Lua – 21; Marte – 14; Mercúrio – 9; Júpiter – 8; Vênus e Saturno – 11). Divida o produto pela soma dos Gunakas do Sol ao planeta em questão. Reduza de seu restante (y) o Gunaka do Sol etc. Seja qual for o Gunaka do Planeta não deduzível deve ser considerado o planeta se elevando. Se este planeta for um benéfico, o objetivo da pergunta será realizado. O momento da frutificação é indicado pelo restante (y). Se o planeta se elevando for Sol ou Marte, o restante (y) representa tantos dias. Se for Vênus ou a Lua, o número representa a quinzena. Se for Júpiter, o número representa o mês. Se for Mercúrio, metade de um ano. E se for Saturno, um ano.


Exemplo: Supondo que o Lagna seja Touro 5º54’ e a sombra do equinócio seja 8 (no momento da pergunta).

1º Processo – Reduzindo o Lagna a minutos temos (5º54’ = 2154’). Ou seja, 2154 é o Kala Piṇḍa. Multiplique isto pela sombra do equinócio (8), o qual fica (2154 X 8 = 17232). Divida este valor por 7 (17232/7 = 2461, com resto 5). O número restante 5 representa Júpiter. O Gunaka, ou fator multiplicador de Júpiter é 8.

2º Processo – Multiplique o Kala Piṇḍa por 8 (multiplicador de Júpiter) e obteremos (2154 X 8 = 17232). Dividindo este produto pela soma dos Gunakas (de Sol a Júpiter) , ou seja 57  (17232/57 = 2102, com resto 18). Este resto é (y)

3º Processo – (Resto 18) subtraído do (Gunaka do Sol 5) = (18 – 5 = 13). O Gunaka da Lua é 21. E o restante obtido do 3º processo é 13, ultrapassando o Gunaka da Lua. Assim, o planeta se elevando é a Lua. Uma vez que Lua é um benéfico natural, o objetivo da pergunta será realizado. A Lua representa uma quinzena e aqui a realização será dentro de 15 dias.

Como a sombra do equinócio não pode ser medida todas as vezes, este método tedioso não tem muito valor prático.



4:20 – Em relação às perguntas que fala sobre concepção, ganho de dinheiro, chegada e partida, sucesso ou falha, e destruição de inimigos, o método acima de acertar o tempo da realização pode ser empregado com sucesso.
4:21-24 – O Sol, Marte, Vênus, Mercúrio, Júpiter, Saturno e Lua (nesta ordem) representam, respectivamente, os grupos de letras começando de a, ka, ca, ta, tha, pa, ya e sa. Com base na primeira letra ou sílaba proferida pelo querente, o Lagna à noite deve ser encontrado e o bem ou mal predito. Se a primeira letra for 1ª, 3ª etc., no grupo, então o Lagna é um Signo ímpar. Se 2º ou 4º no grupo, é um Signo par. Como o Sol e a Lua tem somente um Rāśi casa, a pergunta de um Rāśi ímpar ou par não surge. Consequentemente deve-se predizer como antes com base no Lagna. Este é o método usado para encontrar Lagnas quando mais de uma pergunta é colocada.

(*) Método usado à noite, pois não há Sol. Naquela época os cálculos eram feitos manualmente e com ajuda da luz solar.


Planeta
Varga – Letras começando de:



Sol
a
ā
i
ī
u
ū
lṛ
lṝ
e
ai










o
au











Marte







ka
kha
ga
gha
ṅa








Vênus







ca
cha
ja
jha
ña








Mercúrio







ṭa
ṭha
ḍa
ḍha
ṇa








Júpiter







ta
tha
da
dha
na








Saturno







pa
pha
ba
bha
ma








Lua



ya
ra
la
va
śa
ṣa
sa
ha
a





Sobre os Próprios Pensamentos

4:25 – Se um planeta, ocupando seu próprio Navāṃśa, aspecta seu próprio Navāṃśa no Lagna, a 5ª ou a 9ª, então a pergunta se refere a Dhatu (minerais). Se o planeta aspectando ocupa o Navāṃśa de outro planeta, então a pergunta se relaciona a Jīva (animal). Se o planeta aspectando ocupa outro Navāṃśa do planeta e aspecta outro Navāṃśa no Lagna, a pergunta se relaciona a Mūla (vegetal)



Dhatu (minerais)

Mūla (vegetais)

Jīva (animais)

Signos
Móveis – Áries, Câncer, Libra, Capricórnio
Fixos – Touro, Leão, Escorpião, Aquário
Duais – Gêmeos, Virgem, Sagitário, Peixes


Navāṃśas
Signos ímpares (Meṣa, Mithuna, Siṁha etc), o 1º, 4º e 7º Navāṃśas
Signos ímpares (Meṣa, Mithuna, Siṁha etc), o 2º, 5º e 8º Navāṃśas
Signos ímpares (Meṣa, Mithuna, Siṁha etc), o 3º, 6º e 9º Navāṃśas
Em Signos pares (Vṛṣa, Karkaṭa, Kanyā etc.), o 3º, 6º e 9º Navāṃśas
Em Signos pares (Vṛṣa, Karkaṭa, Kanyā etc.), o 2º, 5º e 8º Navāṃśas
Em Signos pares (Vṛṣa, Karkaṭa, Kanyā etc.), o 1º, 4º e 7º Navāṃśas
Planetas
Lua, Marte, Saturno e Rāhu
Sol e Vênus
Mercúrio e Júpiter
Nakṣatras
Aśvinī, Rohiṇī, Punarvasu, Maghā, Hastā, Vishākhā, Mūla, Śravaṇa, P.Bhādrapadā
Bharaṇī, Mṛgāśirṣā, Puṣya, P.Phālgunī, Chitrā, Anurādhā, P.Ashāḍhā, Shravishthā, U.Bhādrapadā
Kṛttikā, Ārdrā, Āshleshā, U.Phālgunī, Svātī, Jyeṣṭhā, U.Ashāḍhā, Śatabhiṣā, Revatī


4:26 – Em Signos ímpares, os 9 (nove) Navāṃśas representam na ordem regular Dhatu, Mūla e Jīva. Em Signos pares, a ordem é invertida. (veja a tabela dada sobre Dhatus, Mūla e Jīva). A natureza do objetivo deve ser acertada com base no Navāṃśa que se eleva (Lagna no Navāṃśa). As regras dadas aqui são breves. Detalhes podem ser obtidos de outras fontes.
4:27 – Se o Sol e Marte estiverem fortificados em um Kendra, a pergunta será sobre Dhatu (mineral). Se Mercúrio e Saturno estiverem fortemente colocados em um Kendra, a pergunta se relaciona a Mūla (vegetais). Se Lua, Júpiter e Vênus estiverem fortemente dispostos em um Kendra, a pergunta será sobre Jīva (animal).

(*) Note nestes Stanzas outro simbolismo atribuído aos planetas para Dhatu, Mūla e Jīva.

4:28-29 – Se o Lagna for Áries, Escorpião ou Leão e estiver ocupado ou aspectado por Sol e Marte, a pergunta se relaciona a Dhatu. Se o Lagna for Gêmeos, Aquário ou Virgem, ocupado ou aspectado por Saturno e Mercúrio, a pergunta é sobre Mūla. Se o Lagna for Touro, Libra, Leão, Peixes, Sagitário ou Câncer, ocupado ou aspectado pela Lua, Júpiter e Vênus, a pergunta é sobre Jīva.

(*) Os três últimos Stanzas é de Utpala.

4:30 – A casa ocupada pelo mais forte dos Senhores do Lagna e da 11ª em conjunção com a Lua revela a natureza da pergunta na mente do consulente.
4:31 – De um modo semelhante, o astrólogo pode acertar a natureza da pergunta de qualquer casa no qual o Senhor do Lagna e a Lua poderosa estiverem em conjunção.
4:32-33 – A pergunta será sobre uma pessoa que está intimamente conectada com o querente se um planeta estiver fortemente colocado no Lagna; se na 3ª, a pergunta será sobre irmãos; se na 5ª sobre filhos; se na 4ª sobre a mãe; se na 6ª, sobre inimigos; se na 7ª, sobre esposa; se na 9ª sobre pessoas justas; se na 10ª, sobre o preceptor. A predição deve também ser tomada em devida consideração quer o Senhor do Navāṃśa Lagna esteja dotado com força e seja amino ou inimigo do Senhor do Lagna.
4:34 – Se o Lagna for um Signo móvel e surgir no Navāṃśa (Lagna) também sendo móvel na 6ª, 7ª, 8ª ou 9ª, a pergunta será sobre uma pessoa que foi para um lugar distante. Se o planeta que caiu da 7ª não estiver retrogrado, a pessoa que viajou retornará. Se o planeta estiver retrógrado, a pessoa não retornará.

Sobre Questões Sexuais

4:35-36 – Marte, Sol e Vênus na 7ª indicam que o querente terá relação sexual com outra mulher. Júpiter na 7ª, sua própria esposa; Mercúrio ou Lua, uma prostituta; Saturno, uma mulher de casa inferior; A idade da mulher será de acordo com a idade da Lua. Se a Lua estiver na 7ª é bala, a mulher será uma garota jovem. Mercúrio também indica uma garota jovem. Saturno, uma mulher mais velha; Sol ou Júpiter, uma senhora em confinamento; Marte e Vênus, uma mulher briguenta. Assim deve ser encontrado a idade da mulher.
4:37-38 – Quando a Lua, tendo Ithasala com benéficos, estiver em um Kendra, o querente desfrutará prazer e felicidade. Quando o Ithasala da Lua está com maléfico, a união do casal será marcada por brigas e raiva, ou a união resultará em aflição. A natureza da secreção com a mulher será de acordo com a natureza do Signo na 7ª casa. Júpiter no Lagna, Vênus na 7ª, a Lua na 4ª – a secreção será completa satisfação e alegria do casal.
4:39 – Se a Lua tem um Kambūla Yoga com um benéfico, a secreção será fresca como uma flor e de agradável odor. Se a Lua estiver em sua própria casa ou exaltação, a união será em uma mansão. Se a Lua estiver em um Signo dual, a união é com a própria esposa.
4:40 – Se o Lagna estiver em um Signo móvel, o querente tem intimidade sexual com uma mulher, não sua própria esposa. Quando Saturno está na 4ª, a união será com uma mulher em período menstrual. Quando o Senhor de um Signo diurno está na 3ª ou na 9ª, a união será durante o dia. Se o Senhor de um signo noturno está na 3ª ou 9ª, a união será durante a noite. Se ambos os Senhores estiverem na 3ª ou 9ª, o querente terá união tanto de dia quanto de noite.

Sobre Negócios e Comércio

4:41 – Se no momento da pergunta, Áries, Touro ou Gêmeos estiverem aspectados ou conjunto por benéficos, a colheita de alimentos, pertencente à estação Grīṣma (Verão) não prosperará bem. Quando o Lagna for Sagitário, Capricórnio e Aquário, ocupado pelo Sol, estiver aspectado por ou conjunto com maléficos, haverá escassez.
4:42 – Quando o Lagna da pergunta for dotado com força e estiver aspectado por ou conjunto com o Senhor do Lagna, ou planetas benéficos, e benéficos ocuparem Kendras, moderados preços no comércio irão prevalecer. Caso contrário, altos preços no comércio irão prevalecer.
4:43 – Se o Senhor do Signo elevando (Lagna), no momento da Lua Cheia, Lua nova, e entrada do Sol e da Lua e Áries, estiver aspectado por ou em conjunção com benéficos, felicidade e paz prevalecerão no mundo. Se o Senhor do Lagna estiver aflito, a pessoa terá medo de doenças e de governantes.
4:44 – Se o Lagna no momento da entrada do Sol em Áries acontece de estar em um Kendra do Janma Rāśi do querente, e estiver em Ithasala com planetas maléficos e a Lua, e estiver aspectado por ou conjunto com maléficos, o ano em questão pressagia má saúde, mas plenitude de alimento será assegurado.
4:45 – Se o Senhor do Lagna, no momento do ingresso solar em Áries, sendo um planeta benéfico, ocupar seu próprio local ou sua exaltação, ou um Kendra, e estiver aspectado por ou em conjunção com benéficos, e estiver dotado com força, então durante o ano o mundo testemunhará felicidade, colheitas prosperarão bem e haverá plenitude na terra. Quando o Senhor do Lagna for um maléfico, fraco e aflito, haverá medo de governantes, escassez de alimento e os preços irão subir.

Futuro do Indivíduo
(Sobre Tajika, Retorno Solar)

4:46 – Aquele Bhāva no horóscopo de nascimento, no qual o Lagna, no momento do ingresso do Sol em Áries, cai, irá prosperar bem durante o ano desde que esteja ocupado por ou conjunto com planetas benéficos. Caso contrário, o inverso será o resultado.
4:47-48 – Quando o Signo se elevando no ingresso solar da Carta, o qual é dotado com força, cai em diferentes locais no horóscopo de uma pessoa, os seguintes resultados acontecem: No Lagna, saúde e felicidade física; 2ª, ganhos de dinheiro e aumento de riqueza; 3ª, felicidade na família; 4ª, relacionamentos agradáveis com amigos; 5ª, nascimento de filhos; 6ª, será derrotado por inimigos; 7ª, felicidade de mulheres; 8ª, perigo de morte e de doenças; 9ª, inclinação para ações justas; 10ª, paz mental e ganho de uma posição; 11ª, todos os tipos de ganhos, e 12ª, sofrimento e pobreza.

Sobre os Aspectos do Tajaka

4:49 – O aspecto sobre a 5ª e 9ª corresponde a 75% de força. Se o mais forte e o mais benéficos de todos os aspectos e é abertamente amigável.
4:50-51 – Sobre o 3º e 11º aspecto, o aspecto sobre a 3ª é 40% forte; sobre a 11ª é 10%; o 3º e 11º aspecto são secretamente amigáveis e sempre é favorável para realização dos desejos. O 4º e 10º aspectos também correspondem a 75% de força. É um aspecto desfavorável e de inimizade aberta. O 1º e 4º aspecto é 100% forte. É secretamente hostil e desfavorável.

Aspectos
Trinos (120º)
Sextil (60º)
Quadratura (90º)
Oposição (180º)
Distância um do outro
5ª e 9ª casas
3ª e 11ª casas
4ª e 10ª casas
1ª e 7ª casas
Força
75%
40% para a 3ª e 10% para a 11ª
45%
100%
Relacionamento
Amizade Aberta
Amizade Secreta
Inimizade Aberta
Inimizade Secreta
Resultado
Realização
Realização
Obstrução
Obstrução

4:52-53 – Embora a órbita em relação a todos os aspectos seja de 12º, os resultados devem ser interpretados com base nas órbitas especiais com relação a cada um dos planetas. Ou seja, Sol 15º, Lua 12º, Marte 8º, Mercúrio 7º, Júpiter 9º, Vênus 7º e Saturno 9º.


Ithasala (ou) Muthasila Yoga


4:54-55 – Se um planeta mais rápido, com menos longitude, estiver atrás de um planeta mais lento e com uma maior longitude, Ithasala Yoga é causado. Se o último planeta estiver à frente do primeiro por um minuto ou 30’’, isto é um Ithasala Yoga completo. Este Yoga se torna Muthasila.

Exemplo – A velocidade se torna mais rápida na seguinte ordem: Saturno – Júpiter – Marte – Sol – Vênus – Mercúrio – Lua. Tome como exemplo Sol a 2º em Leão e Marte a 16º em Escorpião. Sol é mais rápido do que Marte. Sol tem menor longitude e Marte tem uma maior longitude. Para uma exata quadratura (90º) acontecer, a diferença é 14º e isto cai dentro do Dīpthāṃśa (orbita ou aspecto). Consequentemente Ithasala Yoga está presente. Em outras palavras, o aspecto é aplicável aqui. Quando os planetas estão dentro de um grau do aspecto exato, é um Pūrṇa (ou completo yoga). Ithasala Yoga também é conhecido como Muthasila Yoga

Saturno
Júpiter
Marte
Sol
Vênus
Mercúrio
Lua
ß                                                      Mais lento
Mais rápido                                                      à

Sol (mais rápido) = 152º em Leão = menor longitude
Marte (mais lento) = 256º em Escorpião = maior longitude
O planeta mais rápido está atrás do planeta mais lento, logo, o planeta mais rápido irá alcançar o planeta mais lento e o objetivo do praśna será realizado.
256º – 152º = 104º – 90º (uma quadratura) = 14º (a diferença de distância).
(*) Se a diferença de distância fosse de 1’ ou 30’’ então haveria um Muthasila Yoga


(*) Estes Tajaka Yogas foram citados em “Varṣaphala”, ou “Progressão em Horóscopo Hindu”, por Raman.

Easarapha (ou) Musaripha Yoga

4:56 – Quando o planeta de movimento mais rápido estiver à frente de um planeta de movimento mais lento por um grau, Easarapha é causado. Isto também é chamado Musaripha. É uma combinação desfavorável.

Exemplo – Mercúrio (mais rápido) está à frente de Vênus (mais lento) por um grau. É uma combinação desfavorável porque o mais rápido está à frente e já passou o mais lento, indicando negação ao objetivo do querente.

Naktha Yoga

4:57 – Quando não existe aspecto mútuo entre dois planetas, mas um planeta mais rápido (que não seja os dois que não estão em aspecto) está entre aspecto com ambos deles, este planeta de movimento mais rápido transfere luz do mais rápido planeta para o mais lento.

Exemplo – Júpiter a 12º de Peixes e Mercúrio a 10º de Leão. Eles não têm aspecto. Um planeta mais rápido, Lua a 8º de Sagitário está entre Mercúrio e Júpiter. Lua está na 5ª de Mercúrio e na 10ª de Júpiter. Assim, a Lua transfere a luz de Mercúrio para Júpiter (o mais lento). Isto significa que outra pessoa irá ajudar, se procurado.

4:58-59 – Em relação à pergunta sobre obter uma esposa: o Lagna está em Virgem e o Senhor Mercúrio está em Leão. O Senhor da 7ª Júpiter está na 7ª. Não há aspecto entre esses dois planetas. O planeta de movimento mais rápido está colocado entre Mercúrio e Júpiter (dois significadores, Lagneśa e Senhor da 7ª) e está aspectado por eles, transferindo luz de Mercúrio para Júpiter. A noiva será assegurada através da assistência de outra pessoa. (Assim funciona o Naktha Yoga, tem a intervenção de uma 3ª pessoa para que o objetivo do Praśna frutifique).
  
Yamaya Yoga


4:60 – Quando não existe aspecto entre dois senhores e o planeta de movimento mais lento está entre estes dois senhores evolvidos em aspecto com eles, então o planeta de movimento mais lento irá transferir luz do outro mais rápido dos dois senhores para o mais lento. Isto é Yamaya Yoga.

Exemplo – Não há aspecto entre Vênus (Lagneśa e mais lento) e a Lua (Senhor da 10ª e mais rápido). Júpiter está em Câncer e aspecta Vênus e Lua. Ele transfere luz da Lua (o mais rápido) para Vênus (o mais lento), daí o Yamaya Yoga é realizado.

Kambūla Yoga
(Kamboola)

4:61 – Quando existe Ithasala entre dois planetas e a Lua também está envolvida no Ithasala com um dos planetas, o Yoga resultante é Kambūla. Existem três variedades deste Yoga, ou seja, exaltado, medíocre e debilitado.

Exemplo – Júpiter e Vênus estão em Ithasala. Lua também tem Ithasala com ambos. Portanto, Kambūla Yoga é causado. Júpiter e Vênus estão, ambos, exaltados. Portanto, existe um excelente Kambūla.

Quando os dois senhores e a Lua estão exaltados ou em suas próprias casas, isso se chama Uttamottama. Quando a Lua está exaltada e os outros dois planetas estão em seus próprios Navāṃśas, Drekkana, Hadda etc., isto se chama Madhymottama. Quando a Lua não está exaltada, mas os outros dois senhores estão em seus próprios Navāṃśas, Drekkana, etc., isto se chama Uttama. Quando a Lua está exaltada ou ocupa a própria casa e os outros dois senhores estão debilitados etc., isto se chama Uttamadhama. Quando a Lua está em seu próprio Navāṃśa e Dwadasamsa e os outros dois planetas estão em seus próprios ou locais de exaltação, isto se chama Madhyamottama. Chama-se Madhyama se a Lua estiver em seu próprio Navāṃśa ou Drekkana e estiver em Ithasala com o Senhor do Lagna em sua própria casa ou Hadda. Será Adhama se nenhum dos três planetas tiverem Pañcadhīkara (veja Capítulo III de Varṣaphala). Assim a natureza benéfica, mais benéfica, ou melhor benéfica do Kambūla Yoga deve ser acertada com base na força inerente da Lua e dos outros planetas (significadores da pergunta).












Assim termina o Nīlakanta Praśna Tantra

OM TAT SAT


____________________________________________




Apêndice – Dicionário dos termos usados neste livro




Amla
Azedo.
Apoklima
3ª, 6ª, 9ª e 12ª casas.
Avastha
Estado ou conjunção dos planetas. Existem 10 Avasthas: (1) Dīptha (exaltação) – sucesso no empreendimento; (2) Dīna (debilidade) – sofrimento; (3) Mudhita (Signo amigável) – ganho de riqueza e de felicidade; (4) Svastha (própria casa) – fama; (5) Suptha (casa inimiga) – sofrimento e medo de inimigos; (6) Nipīditha (vencido) – perda de dinheiro; (7) Mushita (combusto) – fracasso e perda de dinheiro; (8) Parihīna (descendo para a debilidade) – fracasso e perda de dinheiro; (9) Suvīrya (subindo para a exaltação) – acesso a transportes e ouro; e (10) Athivīra (excesso de vargas benéficos) – sucesso político e valiosos contatos.
Bīja Sphuṭa
Ponto de fertilidade no homem.
Bhattotpala
Um comentarista do Bṛhat Jātaka.
Bhāvas
Casas.
Bhaviṣya Ithasala
Aplicando aspecto.
Bhuvana Dīpika
Um tratado em Astrologia Horária.
Brahmanes
A casta de Sacerdotes.
Brahmā
Criador.
Bṛhat Jātaka
Um grande clássico em Astrologia.
Cara Rāśi
Os Signos Móveis.
Daiva
Fator não conhecido.
Daivagnya
Um astrólogo.
Daśāṃśa
A 10ª casa.
Dīna
Debilidade ou queda de um planeta.
Dīptha
Exaltação.
Devī
Deusa.
Dhanakāraka
Indicador de riqueza, o planeta Júpiter. Também o governante da 2ª casa.
Dhatu
Mineral.
Dhurdhura Yoga
Planetas quer de um lado e do outro da Lua.
Dhruvanadi
Um clássico em Astrologia Nadi, por Satyacharya.
Drekkana
1/3 da divisão de um signo.
Drishyardha
O hemisfério visível.
Durgā
A Deusa da destruição.
Dwadasamsa
1/12 da divisão de um signo.
Dwipada Rāśi
Signo Dual.
Easarapha
Uma combinação especial no Sistema Tajaka.
Gairikamboola Yoga
Uma combinação especial no Sistema Tajaka.
Grīṣma
A estação do verão.
Hīna
Médio.
Horā
Metade de um signo. ½ de um signo.
Ithasala
Uma combinação especial no Sistema Tajaka.
Japa
Recitação dos divinos nomes.
Jatakarnava
Um antigo trabalho astrológico.
Jīva
Vida, espírito. Também ser vivente no contexto da Astrologia.
Karakatwas
Significações.
Karma
Ação, também implica ações feitas em prévios nascimentos.
Karyapa/Karyeśa
Significador.
Karyasiddhi
Sucesso.
Katuka
Amargo.
Kendra
Quadrante. As casas 1ª, 4ª, 7ª e 10ª.
Khara
Picante.
Kṛṣṇīya
Um antigo trabalho astrológico.
Kṣatriya
Casta de guerreiros.
Kṣetra Sphuṭa
Ponto de fertilidade em uma mulher.
Kulata
Uma mulher caída.
Lagna
Ascendente.
Lavana
Salgado.
Madhura
Doce.
Mantras
Formas regulares de sons vibracionais.
Manuja
Homem.
Misra
Misturado.
Mūla
Mineral.
Mṛtyu Yoga
Combinação para morte.
Mudhita
Local amigo.
Musaripha Yoga
Uma combinação especial no Sistema Tajaka.
Mushita
Combusto.
Nakta yoga
Uma combinação especial no Sistema Tajaka.
Navāṃśa
1/9 da divisão de um signo.
Nipīditha
Conquistado em guerra.
Pañcaṅgas
Almanaques.
Parasari
Sistema de Astrologia proposto pelo sábio Parāśara.
Praśna Dīpika
Um tratado em astrologia horária.
Praśna
Pergunta.
Praśna Chintamani
Um clássico trabalho em Astrologia Horária.
Prerana
Alertando.
Pṛṣṭodaya
Signos elevando por suas partes de trás, ou com seus pés. (Áries, Touro, Câncer, Sagitário, Capricórnio).
Puṇya Saham
Significação da religião dominante.
Rasa
Sabor, paladar.
Śākinī
Uma divindade feminina.
Śarad
A estação do Outono.
Sati
Uma esposa virtuosa.
Ṣatpañcasika
Um trabalho clássico em Astrologia Horária.
Ṣoḍaśa Vargas
Dezesseis tipos de divisões de um signo
Śīrṣodaya
Os signos que se elevam com as cabeças (Gêmeos, Leão, Virgem, Libra, Escorpião, Aquário).
Śiśira
A estação do inverno.
Śiva
O destruidor.
Quadratura
Aspecto de 90º.
Śukla Pakṣa
A quinzena clara da Lua.
Śūdra
A casta de trabalhadores.
Suvīrya
Ganhando vitalidade.
Suptha
Signo inimigo.
Swagotradevi
A divindade da família de uma pessoa.
Swastha
O próprio signo.
Tajaka
Um sistema em astrologia.
Trikoṇa
Trinos, a 1ª, 5ª e 9ª casas.
Upacaya
A 3ª, 6ª, 10ª e 11ª casas.
Utpala
Um escritor astrólogo e comentarista do Século 8 d.C.
Vaiśya
Negócios ou Casta de Comerciantes.
Vana Rāśi
Signo governando florestas.
Varāha Mihira
Um escritor astrólogo do 1º Século d.C.
Vargottama
Semelhante posição no Rāśi e Navāṃśa.
Varśa Phala
Resultados anuais. Também a carta do Retorno Solar.
Viṣṇu
O Protetor.





Nenhum comentário:

Postar um comentário