© Todos os Direitos Reservados. Não é permitido compartilhar o conteúdo deste Blog em outros sites. Este Blog está protegido contra cópias de seu conteúdo inteiro ou em partes. Grata pela compreensão.

UM ESTUDO SOBRE OS KĀRAKAS





Os três tipos de Kārakas são presididos, cada um, por Brahmā, Viṣṇu e Śiva, representando a Criação, a Conservação/Sustentação e a Destruição desses elementos significadores/causadores de determinada ação na vida da natividade.

A Importância dos Kārakas dentro da Jyotiṣa e como fazer uso desses elementos será abordada aqui. Kāraka, literalmente, significa “aquele que faz”. É o significador de alguma ação não só no mundo da forma, mas também em vários níveis de existência.


Existem 3 tipos básicos de Kārakas, e não se deve usá-los indiscriminadamente, pois cada subsistema dentro da Jyotiṣa irá requerer um deles como base para uma correta análise. 

1. Naisargika Kārakas mostra tudo o que existe na Criação e que afeta uma pessoa. Eles são constituídos por todos os Navagrahas. Naisargika é presidido por Brahmā e, portanto, representa a criação em torno da natividade. Pode parecer inicialmente que a aplicação desse sistema de Naisargika Kārakas tem alguma semelhança com o sistema de prognósticos por meio de derivação de casas, mas aqui a contagem é feita a partir da posição fixa de um graha na hora do nascimento.

Naisargika Kārakas
Grahas
Assuntos Significados e Associados aos Bhāvas
Sūrya
Eu, alma, constituição, saúde (1ª); fama, poder (5ª); pai, chefe (9ª); carreira, realizações (10ª)
Candra
Mente (1ª); mãe, paz de espírito (4ª); amigos (11ª)
Maṅgala
Coragem, irmãos mais novos (3ª); imóveis (4ª); estudos do Nyaya Śastra, especulações (5 ª); inimigos, doenças, acidentes, empréstimos (6ª)
Budha
Discurso (2ª); aprendizado (4ª); memória, escolaridade, estudantes (5ª); trabalho, realizações, honra (10ª); créditos (11ª)
Bṛhaspati
Família, riqueza (2ª); aprendizado tradicional (4ª); filhos, inteligência (5ª); professor, religião, destino (9 ª); irmão mais velho, ganhos (11ª)
Śukra
Veículos (4ª); esposa, marido, felicidade conjugal (7ª); prazeres na cama (12ª)
Śani
Discípulos (5ª); funcionários (6ª), longevidade, problemas (8ª); perdas, hospitalização (12ª)
Rāhu
Acidentes (6 ª); conhecimento oculto (8ª); peregrinações, viagem para o exterior (9ª)
Ketu
Conhecimento oculto (8ª); peregrinações, viagem para o exterior (9ª); mokṣa(12ª)

2. Chara Kāraka é presidido por Viṣṇu e, portanto, representa todas as pessoas que afetam direta/indiretamente a sustentação/sustento da natividade no mundo da forma. Esses significadores mostrarão as atividades relacionadas com a subsistência, as realizações e o progresso espiritual, bem como o nosso karma realizado em sucessivas reencarnações, abordando o passado, presente e futuro. É composto de 7 Grahas que representam as pessoas anteriormente referidas, excluindo Ketu, pois este se torna mokṣakāraka, ou seja, o significador de mokṣa.

Chara Kāraka
Avanço em Graus
Ordem
Kāraka
Símbolo
Pessoas Mostradas

Maior
1
Ātma Kāraka
AK
Eu
2
Amatya Kāraka
AmK
Ministros
3
Bhratri Kāraka
BK
Irmãos
4
Matṛ Kāraka
MK
Mãe

Menor
5
Pitṛ Kāraka
PiK
Pai
6
Putra Kāraka
PK
Filhos
7
Jnāti Kāraka
GK (JK)
Rivais
8
Dara Kāraka
DK
Esposa



3. Sthira Kārakas é presidido por Śiva. Ele representa a destruição do corpo, a morte. Esses significadores são utilizados para predizer a morte dos parentes e são em número de 7, excluindo Rāhu e Ketu uma vez que eles não têm corpos físicos.


Sthira Kārakas
Planeta
Parente
Sūrya ou Śukra (mais forte)
Pai
Candra ou Maṅgala (mais forte)
Mãe
Maṅgala
Irmãos mais jovens, cunhado e cunhada (esposas dos irmãos)
Budha
Parentes maternos (tios e tias)
Bṛhaspati
Marido, filhos, avós paternos e outros parentes paternos (tios e tias)
Śukra
Esposa, sogro, sogra e avós maternos
Śani
Irmãos mais velhos.



Kāraka, Karyeśa - Carta Natal, Varṣaphala, Praśna e Outros Sistemas de Predições


Além dos Kārakas estudados acima, existe, de fato, um amplo leque de interpretações e aplicações que se pode dar ao sentido da palavra, sobretudo em predições voltadas exclusivamente para eventos que ocorrem dentro de um prazo específico de um ano, um mês etc. 

Todo estudante de Jyotiṣa deve procurar se familiarizar com os inúmeros termos em sânscrito frequentemente descritos nos livros de astrologia próprios deste sistema. Karyeśa nada mais é do que a junção das palavras Kara (fazedor, causador) + Īśa (Senhor) = Senhor do Kara/Kāraka (aquele que faz e/ou produz algo).

Esse termo Karyeśa, contudo, é mais utilizado nos subsistemas de tajika/tajaka, também conhecido por Varṣaphala que significa, literalmente, 'Resultado do Ano', ou seja, (Varṣa - anual + Phala - resultado) e em praśna (horária). 

A interpretação do Kāraka e do Karyeśa nos outros subsistemas, horária e anual, pode ser entendida como o significador de vários assuntos mais sutis e mais complexos em adição aos 3 tipos básicos estudados aqui. Nestes subsistemas é comum a utilização dos Senhores dos Bhāvas como significadores (Kārakas) diferenciados, em grande parte, para várias perguntas e demais assuntos que se concretizarão ou não dentro daquele curto período de tempo analisado. Sendo assim, o Karyeśa, Senhor do Kāraka, torna-se o Senhor Governante sobre aquele Bhāva, e não somente como aplicado em predições especificamente voltadas para a análise de uma Carta Natal. Essa é uma das diferenças básicas no estudo e prática em Jyotiṣa em seus diversos subsistemas de predições e que frequentemente é a causa de confusão entre os que se aventuram ao estudo auto didático da matéria sem a assistência direta de um professor e, sobretudo, desprezando o conhecimento do sânscrito como se seu conhecimento fosse irrelevante para a compreensão mais profunda e exata de Jyotiṣa.