© Todos os Direitos Reservados. Não é permitido compartilhar o conteúdo deste Blog em outros sites. Este Blog está protegido contra cópias de seu conteúdo inteiro ou em partes. Grata pela compreensão.

47 - Pancha Brahma Upanishad (Kṛṣṇa Yajur Veda)



47
Pancha Brahma Upanishad

Traduzido por:
P. R. Ramachander
Publicado por:
celextel.org

Traduzido para o Português por

Uma Yoginī em seva a Śrī Śiva Mahadeva
Karen de Witt

***

Brasil – RJ
Junho/2010
___________________________

Fonte de Consulta
Vedanta Spiritual Library


Invocação


Om! Que Ele possa proteger-nos, a ambos, juntos;
que Ele possa nutrir-nos, a ambos, juntos;
Que nos possamos trabalhar conjuntamente com a grande energia,
Que nosso estudo seja vigoroso e efetivo;
Que nós não possamos disputar mutuamente
(ou não odiarmos ninguém).
Om! Deixe haver Paz em mim!
Deixe haver Paz em meu ambiente!
Deixe haver Paz nas forças que atuam em mim!


O Sábio Pippalada perguntou ao Senhor Ishwara, “Oh, Deus, o que apareceu primeiro?”

Pelo qual, o Senhor Maheswara respondeu:

1: O Para Brahma tomou formas em estágios de Sathyojatha, Aghora, Vamadeva, Thathpurusha e Ishana.

2: Sathyojatha é o aspecto da terra e é o Sol, a Deusa Lakshmi, Brahma, a letra OM, o Rig Veda, Garhapathyagni (o fogo do lar), os mantras, Saptha Swaras (as sete notas) e a cor amarela. Ele dá tudo o que é desejado.

3: Aghora é o aspecto da água, e é a lua. A Deusa Parvathi, o Yajur Veda, a cor azul e a nuvem, o Dakshinagni (o fogo do sul), e as 50 letras. Ele afasta todos os pecados, destrói tudo o que é mal e concede riqueza.

4: Vamadeva dá grande conhecimento e destrói todos os pecados. Ele é o aspecto do fogo, é luz de dez milhões de sóis, o Sama Veda, oito tipos de sons, o tom da coragem, Ahwaneeyagni, poder do conhecimento, poder para destruir e levemente da cor branca escurecida. Ele dá plena consciência, governa sobre os três mundos, espalha-se sobre os três mundos e concede toda a sorte de sorte e resultados da ação realizada.

5: Thathpurusha é de oito letras (Aa, Ka, Cha, Ta, Tha, Pa Ya, As) e está nas oito pétalas de lótus, e é normalmente circundado pelo ar. Ele tem cinco fogos, protege os efeitos dos mantras, personificação das 50 consoantes, tem a forma do Atharva Veda, é o chefe de muitos dez milhões de Ganas, tem a forma extremamente grande, de cor vermelha, dá tudo o que for solicitado, medicina para aflição e doenças, e a raiz da Srishti (criação), Sthithi (conservação) e Laya (fusão). Ele é a base de toda a força. Ele é o Thureeya, o qual está além dos três estados comuns, e é chamado Brahman. Ele é adorado por Brahma, Shiva e Vishnu. Ele é a filosofia do qual todos os outros se originam.

6: Você deve entender que Ishana é o testemunho para a inteligência, e é o ativador do cérebro. Ele é o aspecto do céu e não pode ser visto. Ele está ornamentado pelo som de “OM”. Ele é da forma de todos os devas. Ele é pacífico. Ele está além da paz. Ele é Aa e ocupa o lugar de comando das vogais. Ele é da forma de Pancha Brahma, o qual está em toda parte e ativa as cinco ações da criação, manutenção, destruição, desaparecimento e bênção. Ele oculta o Pancha Brahmas dentro de si, e existe como si mesmo, e brilha além de Pancha Brahmas por sua luz. Ele brilha desde o princípio, meio e fim, sem qualquer razão causal. todos aqueles devas que estão todos sob o estupor pela ilusão de Maheswara não compreendem corretamente que Mahadeva, que é o professor do universo, é a causa das causas. Sua forma não surge diante dos olhos. Esse mundo brilha por causa daquele Parathpara Purusha em quem o mundo existe. Ele se funde nele. Esse aspecto de Ishana é o Para Brahman, que é a fronteira superior da paz. O conhecimento de que o Para Brahman é único e o aparecimento de Sathyo Jatam (nascimento da verdade) é Para Brahman. Qualquer que seja visto, ou ouvido, é a alma de Para Brahman.

A existência de cinco formas é chamada de Brahma Karya (atividade). Depois de compreender Brahma Karya, Ishana é apreciado. Depois de colocar todo o fato que é originado de Para Brahman em uma alma, o homem sábio experimenta e compreende que “Ele sou eu”, e tornas-e Brahman, bem como imortal. Não há dúvidas de que quem compreende esse Brahman torna-se livre (emancipado).

Deve-se cantar o Panchakshara Mantra, o qual é de Na a Ya (Namasivaya), e o qual é da forma de cinco letras, e é o corpo do Senhor Shiva. Depois de compreender a filosofia da alma do Pancha Brahma, deve-se compreender que toda forma é a forma daqueles cinco. Aquele que estuda esse conhecimento da alma do Pancha Brahma, brilhará como o Pancha Brahma. Esse Upanishad diz que o Senhor Shiva, que concede salvação para quem, no dia a dia da vida do mundo, existe como testemunha, sem diferenciação, no coração de todos os seres, e é chamado Hrudayam (aquele que existe dentro).

Invocação

Om! Que Ele possa proteger-nos, a ambos, juntos;
que Ele possa nutrir-nos, a ambos, juntos;
Que nos possamos trabalhar conjuntamente com a grande energia,
Que nosso estudo seja vigoroso e efetivo;
Que nós não possamos disputar mutuamente
(ou não odiarmos ninguém).
Om! Deixe haver Paz em mim!
Deixe haver Paz em meu ambiente!
Deixe haver Paz nas forças que atuam em mim!


Aqui termina o Pancha-Brahmopanishad pertencente ao Krishna-Yajur-Veda.